//Evento de empreendedorismo focado em alta performance anuncia segunda edição do ano

Evento de empreendedorismo focado em alta performance anuncia segunda edição do ano

Information – Education – Matchmaking

PUBLIEDITORIAL

Entre os dias 13 e 14 de abril, acontece a segunda edição de 2018 do evento Startup Village, realizado pelo grupo Gaia Hyper, em parceria com o Startupi, cujo objetivo é promover e gerar conhecimento para alavancar negócios e/ou captar investimentos. Mais informações e inscrições para o evento, confira aqui.

O evento é indicado para empreendedores que precisam conhecer todos os aspectos importantes para iniciar ou alavancar o seu negócio de forma consistente, entender os riscos e principalmente todas as oportunidades que o mercado oferece, integrando ferramentas, conhecimento e networking, e para intraempreendedores que buscam inovar no desenvolvimento de novos produtos, serviços e tecnologias. “Se entendemos que não existem mais empresas estáveis o papel do intraempreendedor passa a ser vital dentro das empresas de alta competividade”, afirma Fernando Godoy, idealizador do evento.

Para esta segunda edição estão confirmados dois importantes nomes do empreendedorismo brasileiro e atualmente investidores tubarões do programa Shark Thank Brasil, da Sony: Robinson Shiba, fundador da China-in-Box e João Appolinário, fundador da Polishop.

Durante o mês de janeiro, aconteceu a primeira edição do Startup Village no S.MATCH em São Paulo. O evento reuniu, durante os três dias de evento, grandes especialistas de diversos mercados para direcionar os participantes à alta performance em seus segmentos.

Para Fernando Godoy, CEO do Grupo Gaia, o método Startup Village utilizado no evento visa transmitir os principais aprendizados que o próprio empresário teve durante sua carreira. Com mais de 20 anos de experiência como empreendedor, investidor e mentor, Godoy soma diversos casos de sucesso nas empresas do Grupo Gaia Hyper, como a Zênega Tecnologia, líder em telecom e projetos de tecnologia; a Flex Interativa, pioneira na produção de conteúdos interativos em realidade virtual e aumentada e a Cervejaria Leuven, que obteve o recorde brasileiro de captação de R$ 1,5 milhão em crowdfunding.

“A partir da minha experiência, desenvolvi um método de seis pilares para ajudar o novo empreendedor a se preparar, se fortalecer e evoluir para aproveitar todo o potencial de sua empresa. São pilares que não refletem apenas na maneira de fazer negócios, mas também na preparação psicológica, física e no bem-estar do participante do curso, ajudando-o a desenvolver características para conquistar uma liderança empreendedora”, conta Fernando.

Um dos primeiros palestrantes do evento foi Marcelo Rodino, sócio da Flex Interativa, uma agência que utiliza realidade aumentada, mista e virtual para criar experiências imersivas. Lá, ele falou sobre como estas tecnologias podem auxiliar startups de outros segmentos, como imobiliário, automobilístico, e-commerces etc. “Estas tecnologias permitem que o consumidor tenha a sensação de estar com o determinado produto a ser comprado. No setor de automóveis, por exemplo, a pessoa pode ter a experiência de como seria dirigir um carro e até escolher a estrada onde ela quer dirigir sem a necessidade da experiência real. É algo que já está sendo fortemente utilizado e a tendência é que estas tecnologias sejam cada vez mais utilizadas para experiências de compra”, diz.

Marcelo Rodino, da Flex Interativa, fala sobre o futuro da realidade virtual:

Alex Bichara fala sobre uma das maiores dificuldades dos empreendedores:

Alex Bichara, especialista em controladoria e gestão empresarial, falou sobre gestão financeira e explicou quais são, como funcionam os regimes tributários e qual a melhor forma de enquadrar cada empresa em cada um deles. Alex falou sobre quais são as maiores dificuldades dos empreendedores com relação à gestão financeira e precificação de produtos. “Alguns dos maiores erros estão nos preços excessivamente orientados pelos custos, não revisados de acordo com o ambiente competitivo e que não levam em consideração o restante do composto de marketing”, explicou.

O que é sucesso? Como alcançá-lo? Para falar sobre isso, Sandro Magaldi, fundador do Meusucesso.com – plataforma de conteúdo de cases de sucesso de grandes empreendedores, bateu um papo com o público e deu uma aula sobre vendas. “Sucesso está relacionado à decisão que cada um pode tomar para protagonizar a sua vida. Para alguns, pode ser sucesso financeiro. Para outros, uma realização pessoal. Acredito que o passo principal para ser bem sucedido é ter bem claro qual é o seu propósito”, diz. “Isso nos leva a entender que todo empreendedor deve dominar a disciplina de vendas. Para os participantes do Startup Village, trouxe para apresentá-los a metodologia que desenvolvi (B2B Sales Map) que contribui para que se possa refletir sobre seu sistema comercial, desde o momento em que segmenta a base de clientes até o momento em que se fecha um negócio.”

Sandro Magaldi, do meuSucesso.com, comenta sua aula sobre vendas realizada no evento:

Cris Assis, da Inbound Soul, fala sobre estratégias de marketing:

Fernando Cymrot, do Canal da Peça, compartilhou sua experiência com os presentes no evento:

Cris Assis, cofundadora da Inbound Soul, falou aos participantes sobre a importância do inbound marketing para o sucesso das vendas e ensinou sobre funil de vendas. “Quando você tem uma fundação muito sólida da sua URL, pode ter certeza de que você vai operar bem também”, explicou Cris, sobre a importância de um website confiável para as compras do usuário. Em média, um e-commerce tem 4 segundos para convencer um consumidor a continuar em seu site. “Deve-se começar a pensar em investimento de marketing em vez de custo de marketing. É importante se focar em se tornar uma autoridade digital no seu negócio e produzir conteúdo relevante para conquistar a confiança e o interesse do seu público”, explica a especialista.

Fernando Cymrot, fundador do Canal da Peça, também participou do evento e apresentou seu case aos participantes. A startup começou em 2012 e já captou R$23 milhões em investimentos. “Se você tem um mercado complexo, como o de carros, descomplicar a cadeia de distribuição do seu produto é mais difícil. Diminuir o tempo de distribuição das peças significa menos carros parados lá na outra ponta da cadeia. Assim, estamos entregando valor a todo mundo”, explica Fernando, sobre a necessidade de encontrar um nicho e, nele, entregar valor ao consumidor, além do produto.

Para falar sobre a importância do networking e as melhores formas de fazer negócio a partir do entendimento da necessidade das pessoas, inclusive no intraempreendedorismo, Jean Oliskovicz, presidente da Oliscorp, palestrou para os presentes no Startup Village. “Muitas vezes um gestor não conhece o de outra área dentro de uma mesma empresa. Cabe aos líderes promover este encontro para gerar conhecimento dentro da companhia”, diz. “Quando se assume o interesse por alguém, mais interessante para esta pessoa você se torna. Por isso, para engajar seu time, é necessário que você se interesse por ele.”

Frederico Rizzo, da Broota, fala sobre crowdfunding para startups:

Jean Oliskovicz dá dicas sobre intraempreendedorismo:

O investidor Fábio Póvoa fala sobre a metodologia Lean Startup:

O investidor-anjo Fábio Póvoa fechou o segundo dia do evento ensinando aos empreendedores sobre como utilizar o Canvas, realizar a validação do negócio devidamente e como funciona uma captação de investimento-anjo. “É fundamental que, na hora da validação do produto, se faça muitas entrevistas para entender o público que consumirá o produto”, explicou. Ele também falou ao público sobre a criação do MVP. “O produto mínimo viável de uma startup não é e nem pode ser uma versão mal feita da versão final. Para realizar o MVP, deve-se levar em conta todo o aprendizado que se teve na hora da validação.”

Um dos pontos principais do evento foi a palestra do empresário Ricardo Bellino. Ele contou como trouxe a Elite Model para o Brasil e as dificuldades que teve para contactar John Casablancas – criador da agência de modelos norte-americana – em 1985, sem internet, apenas com o talento de uma boa negociação. “Eu adoro o impossível, porque lá tem muito menos concorrência”, diz. Outro feito de Bellino foi trazer a campanha do Câncer de Mama no Alvo da Moda ao Brasil, iniciativa americana do estilista Ralph Lauren que, na época, foi desacreditada como possível sucesso no Brasil. Hoje, mais de 80% do faturamento global da campanha é brasileiro. Um dos marcos mais importantes da carreira do empresário foi convencer Donald Trump, hoje presidente dos EUA, a se tornar sócio de Ricardo em um pitch de apenas 3 minutos, para um empreendimento no mercado imobiliário de alto luxo.

Ricardo Bellino dá dicas sobre negociação:

Pitches
 Ao fim do último dia de evento, os participantes puderam apresentar seus pitches para grandes nomes do mercado, como Geraldo Santos, diretor-geral do Startupi; João Kepler, da Bossa Nova Investimentos; o empresário Ricardo Bellino; Cláudia Lopes, da Anjos do Brasil; Marco Poli, da CG Ventures; Benício Filho, da Dodeka Investimentos; Fábio Póvoa, da SmartMoney Ventures; Guilherme Amorim, da Softex/Startup Brasil, e Roberto Sekiya, subsecretário de Empreendedorismo, Micro e Pequena Empresa  do Governo do Estado de São Paulo.
 As empresas que se apresentaram foram:
Aqualax, uma empresa de spas e ofurôs que reaproveita água por meio do ozônio;
Banheiros 360, um banheiro que otimiza espaço e custo de construção de banheiros com painéis giratórios com pia, vaso sanitário e chuveiro;
Drinquis, mistura de frutas para criação de bebidas;
Go For American Dream, uma plataforma que auxilia investimentos, estudos e imigração para os Estados Unidos;
UnicaPerMe, um kit de esmaltação descartável e pessoal;
Mundo em Cores.com, uma empresa que oferece cursos para pais e mães sobre criação dos pequenos.

A grande vencedora foi a startup Cat My Pet, uma marca brasileira que desenvolve produtos para gatos. “Estamos muito felizes com a premiação, é um grande reconhecimento do nosso trabalho. Por meio do evento, conseguimos a atenção de grandes investidores, como o João Kepler, da Bossa Nova, como um potencial investidor. Na premiação, ganhamos uma vaga no Clube de Inovação S.MATCH, mentorias programadas e acesso à rede dos investidores do Clube”, explica Agnes Cristina, fundadora da startup.

Confira a entrevista com a equipe fundadora:

Abaixo, assista depoimento dos investidores participantes da banca avaliadora do Startup Village e saiba quais são os critérios deles na hora de realizar aporte em uma startup:

Roberto Sekyia, subsecretário da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação de SP:

Investidor-anjo e mentor Marco Poli:

Ricardo Amorim, responsável pela área internacional de investimentos da Softex:

Investidora-anjo Cláudia Rosa Lopes:

Benício Filho, investidor:

Para Geraldo Santos, diretor do Startupi, “a parceria com Fernando permitiu criar um novo estilo de evento para empreendedores, 100% baseado em não só inspirar, mas principalmente em oferecer conteúdo prático, aplicável no dia-a-dia das startups e dos negócios. O feedback recebido dos participantes nos motivou a realizar uma segunda edição muito mais completa. Temos certeza de que será um experiência incrível, com muita informação, troca de experiências e networking”, completa.

O post Evento de empreendedorismo focado em alta performance anuncia segunda edição do ano apareceu primeiro em Startupi.

Powered by WPeMatico