//Como realizar apresentações dignas de palco

Como realizar apresentações dignas de palco

Information – Education – Matchmaking

* Por Dagoberto Hajjar

Participei de uma aula de teatro achando que iria aprender muita coisa. Aprendi que fazer uma boa apresentação é um teatro. Precisa de uma boa história, um bom enredo, excelente preparo e uso de táticas de “palco” ou de exibição.

Já nos primeiros 5 segundos a audiência, inconscientemente, busca saber se o apresentador é BOM, usando os critérios SAL – how you Speak (como você fala), how you Act (como você age), e how you look (sua aparência).

Sua postura perante a audiência é fundamental, tal como a coreografia, ou seja, como você se movimentará no “palco”. Você deve usar o seu corpo e suas mãos para dar “ênfase” ao que você estiver falando. O ator tem que estar sincronizado com o conteúdo. Desde a gesticulação com braços e mãos, até como você anda em frente a tela, os movimentos apontando para o conteúdo, e mesmo a expressão facial. Um bom sorriso mandará uma mensagem positiva, gerando confiança. Uma expressão facial fechada, deixará a audiência desconfiada.

O contato visual e a interação verbal com todos os participantes farão uma grande diferença. Alguns apresentadores olham para o chão ou para o fundo da sala. Outros polarizam, olhando e interagindo apenas com alguns participantes.

Usar frases como “vejam isto…”, “olhem que interessante…”, “isto não é surpreendente?” fazem com que os participantes aumentem a atenção em você e no conteúdo. Perguntas como “Sabe o que vai acontecer a seguir?” ou “Viram como uma coisa leva à outra” fazem com que os participantes pensem e concordem mentalmente com você. Isto cria um estado de humor onde os participantes ficam propensos a concordar com todo o seu conteúdo.

Ler a audiência também é importante, para identificar se todos estão acompanhando, entendendo e concordando. Por vezes percebemos, pela expressão corporal, que um participante se “desconectou” e não está mais seguindo o palestrante, ou pior, pode até revelar que está entediado.

A apresentação é uma troca de energias, de carisma. Bons vendedores entram na reunião ou apresentação com uma energia positiva, o cliente tem a sensação de que o vendedor está sorrindo (não rindo). Estes vendedores usam o “ahã” para sinalizar ao cliente que estão ouvindo e entendendo, usam ênfase para marcar pontos importantes, usam “pontos de checagem” para manter a sintonia e usam frases para reforçar a energia positiva como “Eu acredito que isto será muito importante para vocês…” e “Eu penso que isto trará resultados…”

A voz é uma arma poderosa. Muitos apresentadores preferem deixar o microfone de lado para ter uma “conexão maior” com a audiência. Todos terão que ouvir você de maneira muito clara. A voz tem que ser firme e segura, com energia e “sedução”. Quando estamos TENSOS tendemos a falar com o maxilar preso e com volume mais baixo – e o cliente PERCEBE isto como INSEGURANÇA. Nestes casos o apresentador tem que tomar uma água para hidratar o sistema vocal e focar nas vogais para aumentar a articulação e melhorar a dicção.

Temos que evitar as barreiras verbais ou cacoetes como “é”, “tá”, “né” etc. A diversão de alguns participantes é ficar contando quantas vezes o apresentador disse o cacoete. Vi um apresentador que começava todos os slides com “neste slide vamos falar de…”. Existem referências que devem ser evitadas como “como já falamos”, “como já mostramos”, “lembra do que eu falei no slide 3?”. O apresentador tem que “se ouvir” e evitar estas armadilhas verbais.

Também tem sempre o cara que quer derrubar você…o famoso “casca de banana”. O apresentador tem que tomar muito cuidado, deixar ele fazer os comentários ou gracinhas e responder com elegância e firmeza não dando chance de tréplica. Se possível tem que trazer ele para o seu lado com contato visual e/ou referenciando ele durante a apresentação. Tudo com muito cuidado e bom senso.

E não é que fazer uma boa apresentação é dar uma de “ator”?


Foto_Dagoberto_150x150Dagoberto Hajjar trabalhou 10 anos no Citibank em diversas funções de tecnologia e de negócios, 2 anos no Banco ABN-AMRO, e 9 anos na Microsoft exercendo, entre outros, as atividades de Diretor de Internet, Diretor de Marketing e Diretor de Estratégia. Atualmente é sócio fundador da ADVANCE – empresa de planejamento e ações para empresas que querem crescer.

O post Como realizar apresentações dignas de palco apareceu primeiro em Startupi.

Powered by WPeMatico